Acerca da Casa da Vaca


A "Casa da Vaca” era realmente a casa da vaca. A vaca que dava o leitinho para os meninos Gaspar, o menino Necas e o menino Santos.

T100 091 2


IMG 0339

Com patuscadas desde 1972, todos os Sábados apenas no Verão, e todo o ano desde 1986, a Casa da Vaca é uma tertúlia de confrades fiéis, pessoas de bem, petisqueiros que, à vez, oferecem um almoço, sempre coisa de pitéu.

Os confrades, seguem regras tácitas de gestão do grupo sem que realmente exista um livro de normas escrito ou discutido pelo grupo. 

Estas regras, mantidas na última década pelo falecido Necas Gaspar com o pulso que trouxe a longevidade à tertúlia, são honradas pelos confrades actualmente, sob uma postura de cavalheirismo e respeito mútuo que dispensa contractos.

Cada almoço junta entre um mínimo de 12 e um máximo, em dias de "lotação esgotada", de mais 30 confrades.

Os almoços são oferecidos pelo "Confrade de Honra" normalmente sentado à cabeceira da mesa. 

O Confrade de Honra, nesse dia pode trazer um convidado. 

Convidados que trazem sempre algo de novo à tertúlia. Por vezes, confundem-se os convidados com os confrades, pela repetição, normalmente a convite, tornando a linha que divide o confrade do convidado regular difusa, mas sem que isso seja importante ou discriminador. A coisa é gerida por si, com um espírito saudável.


© Vitor Marques 2012